Resenha # 02: As Sete Faces do Dr Lao

Presença certa na memória dos que viveram sua infância nos anos 80, "As Sete Faces do Dr. Lao" é um filme destes que não se fazem mais. Ou talvez destes que se fazem com o passar dos anos. Exibido uma dezena de vezes na Sessão da Tarde, "As Sete Faces do Dr. Lao" é tão enigmático quanto elementar. Inicialmente destinado ao público infantil, o filme, assim como a personagem "Dr Lao", se desdobra, podendo ser apreciado, tanto pelas crianças quantos pelos adultos, principalmente os mais saudosistas.

Produzido numa época em que os computadores ainda eram objetos de ficção científica (o filme é de 63), "Dr Lao" é um brinde visual, cujo os efeitos em stop motion lhe renderam a indicação ao Oscar de Efeitos Especiais em 1964. A fábula começa quando "Dr. Lao", um simpático chinês de 7322 anos chega à cidade de Abalone, no Arizona. Dr. Lao avisa a todos que está chegando também à cidade o seu circo, com atrações únicas, nunca antes vistas. Entretanto o povo da cidade parece cético e ter outras preocupações, como a do "inescrupuloso" rancheiro Clint Stark, que deseja comprar todas as casas da cidade. Mas o que acontece nos dias seguintes acaba mudando o destino de todos. Nas apresentações do circo, sem que ninguém sequer desconfie, o mágico chinês se multiplica em personagens pra lá de curiosos: o bruxo Merlin, o vidente Apolônio de Tiana, o deus da diversão Pan, a mitológica Medusa, uma cobra falante e o Abominável Homem das Neves.

O circo do Dr. Lao é, na verdade, uma espécie de espelho, onde são refletidos os valores e sentimentos escondidos das pessoas que o visitam.
"O mundo inteiro é um circo
se você souber olhar para ele.
Como o sol se põe quando você está cansado
e nasce quando você levanta.
Isso é mágica de verdade.
O modo como uma folha cresce.
O canto dos pássaros.
Como o deserto fica à noite,
quando a luz da lua o envolve.
Oh, meu garoto...
isto é circo bastante para qualquer um.
Sempre que você vê um arco-íris
e seu coração se maravilha com isso.
Sempre que você pega um punhado de areia,
e não vê areia, mas sim um mistério,
uma maravilha em sua mão.
Toda vez que você pára e pensa:
Estou vivo, e estar vivo é fantástico!
Sempre que algo assim acontece,
você é parte do Circo do Dr. Lao."
(Dr. Lao, se justificando para um garotinho que pede para trabalhar no circo)

Baseado no livro de Charle G. Finney, dirigido por George Pal , que já tinha em seu currículum "A Máquina do Tempo" e interpretado por astros como Tony Randall (num papel que inicialmente teria sido oferecido a Peter Sellers) e Barbara Edem (a imortal "Jeannie é um Gênio") no papel da mocinha, "As Sete Faces do Dr. Lao" continua (e continuará) cativante e encantador, infelizmente ainda inédito no mercado nacional de DVDs.
Cotação:

As 7 Faces of Dr. Lao (7 Faces of Dr Lao, EUA, 1964)
Direção: George Pal.
Roteiro: Charles Beaumont, baseado em livro de Charles G. Finney.
Música: Leigh Harline.
Fotografia: Robert J. Bronner.
Direção de Arte: George W. Davis e Gabriel Scognamillo.
Edição: George Tomasini.
Elenco: Tony Randall (Dr. Lao / Merlin / Pan / Abominável Homem da Neve / Medusa / Serpente gigante / Apolônio de Tiana / Integrante do público), Barbara Eden (Angela Benedict), Arthur O'Connell (Clint Stark) e John Ericson (Ed Cunningham).
Distribuição: Inédito em DVD.

2 comentários:

  1. Juliano Pires disse...:

    muito boa a resenha do filme, até parece que eu me lembro dele(heheheheh)!
    ...afinal, nem sabia que esse cara ai sabia escrever, legal o texto dele, acho que ja esta aprendendo as letras maiusculas na faculdade!!!
    ...E O MELHOR DE TUDO É QUE ELE AINDA TEM UM IRMÃO TATUADOR!!!!
    E QUEM QUISER FAZER UMA TATTOO PODE DEIXAR UMA MENSAGEM NO FOTOLOG DELE!!!
    hehehe
    isso ai jones!!!

  1. Kaos disse...:

    Ele tatua muito bem (fui eu quem ensinou ele a desenhar!)...

 
nocturnia Z © 2010 | Designed by Trucks, in collaboration with MW3, Broadway Tickets, and Distubed Tour