Resenha # 15: Bubba Ho-Tep

Elvis Presley (Bruce Campbell) e o presidente John F. Kennedy (Ossie Davis) não morreram. Estão bem vivos, morando numa casa de repouso perdida no leste do Texas. Elvis estava cansado da fama e da vida fútil, então decidiu trocar de lugar com um imitador enquanto JFK, tornou-se negro e teve sua morte encenada pelo seu sucessor, o presidente Lyndon Johnson. Será verdade ou serão apenas dois velhos malucos? E pra complicar uma múmia devoradora de almas caminha pelos corredores escuros da casa de repouso, atrás de presas fáceis. Agora os dois velhotes vão provar que independente de quem são, lutarão como heróis pela sobrevivência de seus amigos e deles próprios.

Bubba Ho-Tep é uma das produções independentes mais festejadas dos últimos anos. Dirigido por Don Coscarelli (da série de filmes "Fantasma"), o longa agrada pelo ótimo roteiro, uma mistura de horror, aventura e comédia. O próprio Don Coscarelli adaptou brilhantemente o conto de Joe R. Lansdale. Com Bubba Ho-Tep, Coscarelli e Bruce Campbell provam que estão em excelente fase, provavelmente o melhor trabalho dos dois, pelo menos até agora. Campbell, já conhecido pelos fãs por trabalhos na cultuada série "Evil Dead", faz uma interpretação memorável de Elvis, encarnando um Rei do Rock humano e arrependido dos erros cometidos na juventude, e que encontra forças para se redimir enfrentando o ser maligno que se esconde nos porões do asilo.

O filme transcende os gêneros horror ou humor, sendo diversas vezes tocante, apresentando dois personagens esquecidos e abandonados num asilo, fato comum na vida real. Bubba Ho-Tep abocanhou vários prêmios nos diversos festivais de cinema fantástico dos quais participou ao redor do mundo e já pode ser considerado "cult", por ser um dos filmes mais bacanas lançados nos últimos tempos.

Cotação:
Bubba Ho-Tep (Bubba Ho-Tep, 2002, EUA)
Direção: Don Coscarelli.
Roteiro: Don Coscarelli baseado no conto de Joe R. Lansdale.
Produção: Don Coscarelli e Jason R. Savage.
Música: Brian Tyler.
Desenho de Produção: Vicent Peranio.
Direção de Arte: Justin Zaharczuk.
Edição: Scott J. Gill e Donald Milne.
Elenco: Bruce Campbell (Elvis ), Ossie Davis (Jack), Reggie Bannister (Erika), Bob Ivy (Tristen), Ella Joyce (A enfermeira), Heidi Marnhout (Callie), Larry Pennell (Kemosabe) e Harrison Young (Bull Thomas).
Distribuição: Inédito no Brasil.

0 comentários:

 
nocturnia Z © 2010 | Designed by Trucks, in collaboration with MW3, Broadway Tickets, and Distubed Tour