Resenha # 12:. A Festa do Monstro Maluco

O Barão e cientista Boris von Frankenstein, líder da Organização Mundial dos Monstros, acaba de fazer a maior descoberta de sua carreira como vilão. Uma fórmula secreta capaz de destruir qualquer matéria. Após o grande feito, o Barão decide se aposentar enquanto está no auge. Ele reúne, em uma festa em sua ilha particular, uma galera um tanto quanto esquisita. Entre os convidados estão o Conde Drácula, o Lobisomem, Dr. Jekyll e Sr. Hyde, a Múmia, o Homem Invisível, o Corcunda de Notre Dame, o Monstro da Lagoa Negra, a Criatura de Frankenstein e sua Noiva. Durante a reunião, o Barão decide anunciar seu sobrinho, o jovem e ingênuo Felix Flankin, como seu sucessor. Mas a galera do mal arma um plano para acabar com o herdeiro do cientista, roubar sua fórmula secreta e tomar o posto de líder dos monstros.

"A Festa do Monstro Maluco" é com certeza um dos mais cultuados longametragens de animação de bonecos (tudo bem, não existem tantos assim, mas isso não retira seu status de cult). Presença obrigatória nas Sessões da Tarde da década de 70, influenciou diretamente e indiretamente, entre outros, cineastas como Tim Burton ( "O Estranho Mundo de Jack" e "A Noiva Cadáver"). Uma pequena jóia da história do cinema, filmado em stop-motion (também batizado de animagic), "A Festa do Monstro Maluco" foi realizado por uma trupe da pesada: a direção ficou a cargo de Jules Bass (que dirigiu outro cult do stop-motion, "Rudolph, a Rena do Nariz Vermelho"), o roteiro é de Harvey Kurtzman (criador da revista Mad), os personagens foram desenhados por Jack Davis (entre seus trabalhos estão a Mad e a Tales from the Crypt), os posters e anúncios da divulgação foram ilustrados por Frank Frazetta e a voz do Barão Von Frankenstein foi dublada por nada menos do que o lendário Bóris Karloff (em um de seus últimos trabalhos).

O filme em si, é uma deliciosa mistura de comédia, terror e musical. A trilha sonora é composta de jazz e rock. Num desses momentos inesquecíveis, uma simpática banda de esqueletos toca uma divertida canção chamada "Mummy" (em "A Noiva Cadáver" há uma sequência muito parecida). Enfim, altamente indicado para crianças e para nós, crianças crescidas.

Cotação:

A Festa do Monstro Maluco (Mad Monster Party, 1967, EUA)

Direção: Jules Bass.
Roteiro: Len Korobkin, Harvey Kurtzman e Arthur Rankin Jr..
Produção: Joseph E. Levine, Arthur Rankin Jr. e Larry Roemer.
Fotografia e Animação: Tad Mochinaga.
Coreógrafo: "Killer Joe" Piro.
Desenho dos personagens: Jack Davis.
Música: Maury Laws.
Edição: Tad Mochinaga.
Elenco: Boris Karloff (Barão Boris von Frankenstein, voz), Allen Swift (Felix Flankin/Yetch/Dracula/Invisible Man/Dr. Jekyll/Sr. Hyde, vozes) e Gale Garnett (Francesca, voz).
Duração: 94 mins.
Distribuição: Em DVD pela Works.

1 comentários:

  1. Josiane Salete disse...:

    Bons amigos, boas influencias!
    Quase me esqueci de onde vem este meu gosto por filmes que os outros chamam de "estranho", hehehe.

 
nocturnia Z © 2010 | Designed by Trucks, in collaboration with MW3, Broadway Tickets, and Distubed Tour