Resenha # 13: Epidemia de Zumbis

Sir James Forbes, médico e professor da Faculdade de Londres recebe uma carta desesperada de um ex-aluno, o Dr. Peter Tompson, pedindo ajuda para identificar e controlar uma extranha doença que matou várias pessoas em seu vilarejo. Sir James e Sylvia, sua filha, partem para Cornualha e acabam encontrado um terrível mistério: o corpo dos mortos pela extranha doença desapareceram. Magia negra, mortos-vivos e muito suspense ambientado na Europa do século XVIII.

Incursão da produtora Hammer no gênero "Zumbi" inspirada no clássico "Zumbi Branco" (White Zombie, de 1932, estrelado por Bela Lugosi). O último filme de horror a não sofrer influência do clássico absoluto "A Noite dos Mortos-vivos" de George Romero (Epidemia de Zumbis é de 1966 enquanto o filme de Romero é de 1968). Aqui os zumbis são resultados de magia negra e são na verdade escravos de um sinistro fidalgo. Impecável qualidade técnica somada a um bom roteiro resultando numa das melhores produções da Hammer. Lançado em DVD no Brasil pela Works.
Cotação:

Epídemia de Zumbis (The Plague of the Zombies, 1966, Inglaterra)

Direção: John Gilling.
Roteiro: Peter Bryan.
Produção: Anthony Nelson-Keys.
Música: James Bernard.
Figurino: Melissa Toth.
Direção de Arte: Don Mingaye.
Edição: Chris Barnes.
Duração: 90 min.
Distribuíção: Em pela Works Editora.

0 comentários:

 
nocturnia Z © 2010 | Designed by Trucks, in collaboration with MW3, Broadway Tickets, and Distubed Tour